Terça-feira, 12 de Maio de 2009

A ti me declaro - Myth

 

 

Nunca Pensei
Estar nesta situação
Pensar em alguém
que é dono do meu coração.
Num impulso

como pode ser verdade
gostar tanto de alguém
esta é a minha realidade.
Por ti
faço canções
escrevo o que sinto
enfrento várias multidões.
Canto..
E encanto só pra te ver sorrir
apenas quero que acredites
no que estou a sentir.
Acredito
que um dia estarei a teu lado
novamente os dois ao luar
eu sempre a ti abraçada.
Porque és tudo
o que realmente eu sempre quis
mas se não estás comigo
como posso ser feliz?
Às vezes
ponho-me a pensar
será mesmo que um dia conseguirei te conquistar?
Não!
Vejo a resposta
mas quero saber
Aquilo que tu sentes e não me queres dizer.

Aquilo que os teus olhos querem dizer mas que a tua boca esconde...

"Un brisa longi ta trazen, un gritu di disispero.
Sera ki es inferno ten fin, sera ki nu ta tchiga la.
Sperança ta canta ku força na nha peito,
ma mundo un dia ta da si volta.
Pa nu obi so gritus di amor"

Por ti
Eu era capaz de tudo
Tu és o meu sonho
Tu és o meu mundo.
Adoro-te
És tudo pra mim
Se gostar não é sofrer
então porque é que eu estou assim?
Perdida...
num caminho sem fim
fiquei apaixonada
desde o dia em que nos cruzámos.
Agora penso
será que também gostas de mim
não sei porque não me dizes
o que se passa dentro de ti.
Peço desculpa
se não gostas do que te preparei
mas foi a melhor forma
para me declarar que arranjei.
Não inventei
a verdade foge do meu peito
na esperança de um dia
poder ser a eleita.
Perfeito
é o sentimento que me desespera
paixão, a construção
que gira como uma esfera.
Sinceramente,
espero que isto te faça pensar
se amar é um risco
contigo eu quero arriscar.

"Un brisa longi ta trazen, un gritu di disispero.
Sera ki es inferno ten fin, sera ki nu ta tchiga la.
Sperança ta canta ku força na nha peito,
ma mundo un dia ta da si volta.
Pa nu obi so gritus di amor."

"Un brisa longi ta trazen, un gritu di disispero.
Sera ki es inferno ten fin, sera ki nu ta tchiga la.
Sperança ta canta ku força na nha peito,
ma mundo un dia ta da si volta.
Pa nu obi so gritus di amor."

 

 

Adaptado por Blueye

O que ouço: A ti me declaro - Myth

blueye às 00:54
| Comenta | ver comentários (2)
|
Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Um leve sabor...


 

Uma Parábola

Certa vez, disse o Buddha uma parábola:

Um homem viajando em um campo encontrou um tigre. Ele correu, o tigre em seu
encalço. Aproximando-se de um precipício, tomou as raízes expostas de uma vinha
selvagem em suas mãos e pendurou-se precipitadamente abaixo, na beira do abismo.
O tigre o farejava acima. Tremendo, o homem olhou para baixo e viu, no fundo do
precipício, outro tigre a esperá-lo. Apenas a vinha o sustinha.

Mas ao olhar para a planta, viu dois ratos, um negro e outro branco, roendo aos
poucos sua raiz. Neste momento seus olhos perceberam um belo morango vicejando
perto. Segurando a vinha com uma mão, ele pegou o morango com a outra e o comeu.

"Que delícia!", ele disse.





Sem culpa

vivendo o momento presente
saboreio o morango:
- que delícia!
 
in autor desconhecido 
 
Simplesmente para quê viver pensando no passado ou no futuro. Pensando no destino que se aproxima, no fim que vemos á nossa frente, no que virá, no que iremos perder, o que fazer. No passado ainda temos umas bases para lembrar mas somente aquelas que nos fizeram viver, que sentimos que não iriam acabar, que por momentos foram eternos, que nos elevaram para outro lugar, que vimos sorrir e sorrimos sobre o olhar do luar... Isso nem é preciso esquecer mesmo que por vezes apareçam umas lágrimas de saudades, mas são esses momentos eternos que nos fazem continuar a viver e isso não é preciso esquecer, espero que nunca esqueçamos pois é a história da nossa vida... Mas para quê pensar no futuro incerto que nos espera, tentar olhar pela penumbra que nos esconde em mistério tudo para além dela? Por isso a nós apenas nos cabe o presente, só esse podemos construir, só esse podemos ver, sentir, saboriar....
 
 
 
 
 
 
in  Blueye 

 


blueye às 01:03
| Comenta
|
Sábado, 9 de Maio de 2009

Perdida...

Liberta mas ao mesmo tempo perdida. Perdida de tudo no mundo que não é meu, não era. Perdida, não te vejo, não te encontro, os caminhos por onde entro não vão dar a ti... Isto parece um labirinto sem fim. Preciso que me encontres.........

Encontra-me....


blueye às 17:38
| Comenta
|
Domingo, 3 de Maio de 2009

Tudo passa....

 

 

Vivemos e por vezes a vida nos passa ao lado... Ás vezes porque a deixamos passar, outras simplesmente porque não a conseguimos acompanhar... Deixamos passá-la por inseguranças, duvidas, receios, desilusões... Como se tivessemos num comboio, olhássemos pela janela e ver tudo a passar muito rápido e ficamos só a ver mesmo que por vezes lá no fundo quereríamos ir vivê-la, descobri-la e amá-la. Mas não... Ficamos ali parvos  a ver os anos a passar sem faxer nada pelo contrários...

Finalmente em certos momentos temos uma luz, um click, não sei, e aí nos levantamos, limpamos as lágrimas se houver, arranjamo-nos bem rápido e saimos para vivê-la junto com quem a queremos partilhá-la... Assim rimos, brincamos, somos felizes sem pensar no depois porque esse momento irá passar rápido e o depois não sabemos como irá chegar... Descobrir lugares nunca vistos, mergulhar nas águas livres de tudo, comer ao sabor de uma brisa, deitar na erva mulhada do orvalho.... arriscar tudo, ser feliz... mesmo que por pouco tempo...

E é esses momentos que nos fazem renascer, que nos dão forças para continuarmos em frente... Até onde? Não sei, ninguém sabe e nunca iremos saber por isso temos que aproveitar cada momento........

 

 

By Blueye

 


blueye às 23:38
| Comenta
|

mais sobre mim...

pesquisar

 

meus últimos posts

Deixa-me ir...

O Sonho de uma noite de V...

Sensações

....

Á procura...

Um pouco de Blueye...

Meu Sonhador...

Outra vez....

A dor Voltou...

Um ano...

arquivos

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds