Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

Tradução da música "Bring me to life" (in Evanescence)

 
 
Como podes ver através de meus olhos 
como portas abertas? 
Conduzindo-te até meu interior
onde eu me tornei tão entorpecida
Sem uma alma
Meu espírito dorme em algum lugar frio
até que tu o encontres e o leves de volta pra casa
 

(Acorda-me)
Acorda-me por dentro
(Eu não consigo acordar)
Acorda-me por dentro
(salva-me)
Me chama e salva-me da escuridão
(acorda-me)

Obrigua meu sangue a fluir
(eu não consigo acordar)
Antes que eu me desfaça
(salva-me)
salva-me do nada que eu me tornei

 

Agora que eu sei o que eu não tenho
Não podes simplesmente me deixar
Respira através de mim me faz real
Traz-me para a vida

 

(acorda-me)
Acorda-me por dentro
(Eu não consigo acordar) 
Acorda-me por dentro
(salva-me)
Chama-me e salva-me da escuridão
(acorda-me)

Obrigua meu sangue a fluir
(eu não consigo acordar)
antes que eu me desfaça
(salva-me)
salva-me do nada que eu me tornei

 

Traz-me para a vida
Eu tenho vivido uma mentira

Não á nada dentro
Traz-me para a vida

Congelada por dentro sem o teu toque
sem o teu amor, querido
aó tu és a vida entre os mortos

 

Todo este tempo
Eu não posso acreditar que eu não pude ver
Me mantive no escuro 
mas tu estavas lá na minha frente
Eu tenho dormido há 1000 anos
parece que eu tenho que abrir meus olhos para tudo
Sem um pensamento
Sem uma voz
sem uma alma 
Não me deixes morrer aqui

deve haver algo a mais
Traz-me para a vida 

(acorda-me)

Acorda-me por dentro
(Eu não consigo acordar.)
Acorda-me por dentro
(salva-me)
Chama-me e salva-me da escuridão
(acorda-me)
Obrigua meu sangue a fluir
(eu não consigo acordar)
antes que eu me desfaça
(salva-me) 
salva-me do nada que eu me tornei

 

Eu tenho vivido uma mentira

Não há nada dentro
Traz-me para a vida

 

 

 

 

Penso que esta música nos faz pensar... é linda...

por vezes sentimo-nos assim sem espirito... sem vida... pedimos que alguém nos salve mas nada....

estamos sós, sem ninguém, sem nada... simplesmente com a dor que nos consome durante segundos minutos horas dias anos em silêncio como se estivessemos a caír num precipício querermos gritar e não conseguir... queremos libertar-nos mas falta-nos a faca para cortar as cordas.... falta-nos aquele príncipe dos desenhos animados...

falta-nos o "sangue fluir" para reagirmos, algo que o faça correr... que aqueça o coração outrora gélido... que nos ressuscite deste estado de escuridão onde estamos inertos, absorvidos só na nossa dor... como se vissemos o nosso sangue fluir mas para fora do nosso corpo.... para longe e com ele a nossa vida também... e sem nos podermos levantar para a buscar... não sozinhos......

 

 

O que ouço: Bring me to life- Evanescence

blueye às 23:00
| Comenta
|

mais sobre mim...

pesquisar

 

meus últimos posts

Deixa-me ir...

O Sonho de uma noite de V...

Sensações

....

Á procura...

Um pouco de Blueye...

Meu Sonhador...

Outra vez....

A dor Voltou...

Um ano...

arquivos

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds