Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

Deixa-me ir...

 

  

Vou seguir em frente...

Chega!

Ouço-te mas não te encontro.

Quero-te tanto que parei no desconhecido mas não te dás a conhecer apenas a tua voz.

A tua voz! Oh doce voz...

Faz-me lembrar teu olhar,

Teus lábios dóceis que me arrastam a continuar a tua espera, ou melhor, a não continuar,

A parar no tempo até voltares...

Disses-te que vinhas mas nada...

Apenas ouço a tua voz mas de ti...

Chega! Pára!!

Se não vens , se desistis-te de tudo o que outrora me disseras liberta-me...

Tira-me estas algemas de esperança,emoção, dor e deixa-me ir...

  

By Blueye

 

 


blueye às 20:47
| Comenta
|
Domingo, 8 de Novembro de 2009

Meu Sonhador...

 

Querido Sonhador,

 

Podia ter ido ter contigo se soubesse quem eras, podia ter-te telefonado se soubesse qual seria o teu número mas simplesmente estou a escrever-te uma carta, por muito antiquada que seja, espero que chegue a ti dentro de uma garrafa, por meio de um pombo correio, sei lá como mas que chegue.

 

Peço-te que nunca deixes de sonhar e de acreditar nos teus sonhos, peço-te que mesmo em lágrimas sobrevivas pois em ti estão todos os sonhos do mundo.

 

Mundo curioso, mundo cheio de lágrimas, de dor, vazio, tentam em vão po-lo melhor, tentam mudá-lo mas simplesmente não conseguem pois há sempre alguém a estragá-lo e enchê-lo novamente de sofrimento. Uma solução talvez a melhor era acabar com as armas todas, as legais e ilegais, simplesmente por deixar de as fabricar. Mas porque é que não o fazem? Porque são com elas que se alimentam, são com o sangue que saciam a sua sede, é nesse sangue que se deitam todas as noites, é nele que se lavam, com ele se vestem, com ele que fazem as grandes casas e que compram grandes carros. E para quê? Para se mostrarem grandes, para terem a atenção de alguém. Mas no fim acabam num caixão talvez de ouro não importa, mas depois desfazem-se em pó, o mesmo pó que as restantes pessoas, que para esses são nefastas, se tornam. E que fizeram? Nada, simplesmente derramaram sangue e tornaram o mundo ainda pior que irá matar os seus próprios filhos.

 

Por isso meu Sonhador, não pares se sonhar, não pares de nos dar algo para nos agarrar, preenche as nossas noites frias, fazendo-nos sobreviver...

Sonha por ti,  sonha por mim, sonha por todos...

Faz-nos acreditar, preenche-nos de amor...

 

Que a tua força não se desvaneça nunca...

 

Beijo com esperança,

 

Blueye


blueye às 17:56
| Comenta | ver comentários (1)
|

mais sobre mim...


ver perfil

seguir perfil

. 11 seguidores

pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

meus últimos posts

Deixa-me ir...

Meu Sonhador...

arquivos

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

subscrever feeds